Mulheres do Corredor da Beira mostram a Nyusi como combatem a fome

Representantes de cerca de mil mulheres da província de Sofala organizadas pela Gapi em setenta e cinco (75) associações mostraram ao Presidente Nyusi, no passado dia 10 de Agosto, na Feira de Agronegócios em Vunduzi, Distrito da Gorongosa, o que são capazes de fazer quando devidamente apoiadas. Estas mulheres montaram um stand de venda de vários produtos alimentares por si processados em microempresas promovidas no âmbito do Projecto de Empoderamento da Mulher e Desenvolvimento de Habilidades (PEMDH), uma iniciativa do Ministério do Género, Criança e Acção Social (MGCAS) e financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) cuja implementação está a cargo da Gapi.

Na feira de Vunduzi foram expostos produtos como compotas de frutas; biscoitos de inhame e banana; massa de tomate; farinhas de milho, banana e mapira; chips de banana, inhame e de batata doce e castanha de cajú. Estes alimentos foram produzidos e processados pelas associações que a Gapi assiste nos 4 distritos abrangidos (Dondo, Nhamatanda, Gorongosa e Caia) pelo referido programa em Sofala.

Anteriormente, a 3 de Agosto, em Machipanda, Província de Manica, na Feira de Agronegócios ali realizada, seis (6) representantes das 81 associações envolvendo mil e quinhentas mulheres igualmente abrangidas naquela região pelo mesmo projecto fizeram também uma exposição idêntica do que estão a produzir.

Em ambas ocasiões o Presidente da República, Filipe Nyusi, saudou o esforço das mulheres empreendedoras que em coordenação com o MGCAS têm trabalhado com a Gapi.

“A nossa vida hoje é diferente, graças aos ensinamentos que estamos a receber para melhorar a produção de alimentos e organizarmos os nossos negócios. Conseguimos oferecer um futuro melhor aos nossos filhos.” – disse Ilda Rogério, Presidente da “Associação Mulheres Empreendedoras”.

“Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas” é o quinto (5º) Objectivo do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. A Gapi-SI, adoptou este objectivo como uma das prioridades por considerar que o empoderamento e inclusão feminina são um elemento crucial para o desenvolvimento inclusivo e sustentável de Moçambique.

O PEMDH tem como objectivo “empoderar e aumentar a renda da mulher rural através do melhoramento das habilidades de comercialização agrícola e agro-processamento”, contribuindo deste modo para o alcance do objectivo geral de “reduzir a pobreza e promover o crescimento inclusivo”.

Deixe uma resposta

Close Menu