“Modernizar a agricultura para alimentar o país”

“Modernizar a agricultura para alimentar o país”

– Desafia Adolfo Muholove, PCE da Gapi

“Moçambique tem o desafio de modernizar a agricultura, para garantir a segurança alimentar e um desenvolvimento mais inclusivo e a Gapi assumiu este desafio como uma prioridade nos programas que realiza” – considerou Adolfo Muholove, Presidente da Comissão Executiva (PCE) da Gapi, à margem do concurso ao prémio de Melhor Agre empreendedor do Ano, do Future Agro Challenge (FAC) 2019.

O grande vencedor do prémio é Mathária Empreendimentos, um empresa sediada na província de Nampula e que se dedica à produção e processamento da moringa oleifera. Na fase inicial de lançamento comercial desta empresa ela foi financiada pela Gapi,  no âmbito do Fundo para Iniciativas de Desenvolvimento Prosavana.

No acto da entrega do prémio, o Ministro da Agricultura e Segurança Alimentar, Higino Marule, disse ser com “inovação, trabalho duro e perseverança que se consegue alcançar o objectivo da fome zero”.

Por seu turno, Alexandre Santos, representante da Mathária Empreendimentos, disse que “este prémio reflecte a nossa perseverança, não só no trabalho que vimos desenvolvendo, como na participação neste concurso. Com este prémio temos a oportunidade de alargarmos os nossos horizontes em busca de melhores parcerias, tecnologia e, quiçá, novos mercados”.

Muholove realçou ainda que a sua instituição está empenhada na promoção do surgimento de uma nova geração empresarial, através de programas que estimulam a modernização e inovação em sectores estratégicos como o do Agronegócio.

Uma das iniciativas que a Gapi vem apoiando nos últimos quatro anos é o FAC – Programa de aceleração, promoção e ligações de cadeias de valor do agronegócio, promovido em parceria com a Mozambique Innovation Lab.

Nesta 4ª edição o concurso foi muito mais abrangente, não apenas em termos de identificação e selecção das candidaturas por todas as províncias do país, mas principalmente pela preparação técnica dos concorrentes, através de acções formativas levadas a cabo nas três regiões (norte, centro e sul) juntando cerca de 200 empresas ligadas à área do Agronegócio.

A Gapi esteve envolvida em todas as fases deste processo, tendo acolhido na sua sede a última acção de formação. Nessa ocasião, Aurora Psico, da Direção Executiva da Gapi reafirmou o compromisso desta instituição financeira de desenvolvimento apoiar eventos desta natureza, tendo deixando aos participantes o apelo para que não desistam. É preciso que sejam determinados, persistentes e disciplinados. Isso é a chave do sucesso”.

O vencedor desta edição vai beneficiar de apoio e assistência técnica para os seus negócios e uma passagem para o concurso mundial que vai decorrer na Grécia em Setembro de 2020. De recordar que desde a primeira edição os vencedores têm tido a oportunidade de concorrer a nível internacional.  Antes da Grécia, África do Sul e Turquia acolheram eventos similares.

Deixe uma resposta

Retype the CAPTCHA code from the image
Change the CAPTCHA code

Close Menu