Agricultores de Angónia surpreendem União Europeia

Manuel Palusso, cliente da Gapi-SI há 9 anos, foi o centro das atenções na visita dos Embaixadores da União Europeia, ao distrito de Angónia, na Província de Tete, no passado dia 23 de Junho. Palusso e outros 23 agricultores são membros de uma associação com a qual a Gapi coopera há cerca de uma década para prestar assistência técnica e serviços financeiros com vista a promover o sector privado agrícola no planalto da Angónia.

A missão da União Europeia integrava os embaixadores da Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, Portugal e o próprio representante da UE em Moçambique. Durante a visita à propriedade de Manuel Palusso, os diplomatas europeus foram informados dos serviços que têm vindo a ser prestados pela Gapi àqueles agricultores nos últimos 3 anos no âmbito do programa Agro-Investe financiado pela Dinamarca.

“Nas últimas campanhas a Gapi-SI financiou vários membros da Associação com aproximadamente 7.7 milhões de Meticais, o que, além de custear despesas de operação, permitiu a compra de três tractores novos para os agricultores com mais áreas, incluindo Manuel Palusso” – informou o gerente da Gapi-SI, Eduardo Silva.

Manuel Palusso, com 59 anos de idade, é o Presidente da Associação e trabalha uma área de cerca de 97 hectares. A área cultivada por todos os membros da associação é de aproximadamente 1,300 hectares, sendo as principais culturas, o milho, soja, batata-reno, feijões e hortícolas. Estes agricultores empregam uma média de 80 trabalhadores em regime permanente e cerca de 400 em regime sazonal.

Os agricultores mais abastados e que já conseguiram adquirir equipamento agrícola, em particular tractores, também prestam serviços de lavoura a camponeses e famílias com menos posses.

“Trabalhamos com a Gapi há muitos anos. Podemos afirmar com certeza que o trabalho por eles efectuado foi fundamental para o nosso crescimento e desde que nos conhecemos não só concedem financiamento, mas também ajudam-nos a ter uma associação melhor organizada.” – Afirmou Palusso.

A segurança alimentar é uma das áreas de foco da Gapi. O gerente Eduardo Silva disse sentir-se elogiado pelo reconhecimento que o corpo diplomático expressou ao trabalho da Gapi e dos seus clientes na agricultura.

Por sua vez um dos embaixadores, exprimindo o sentimento dos seus colegas, confessou ter ficado surpreendido com o que viu sobre o trabalho daquela associação de agricultores de Angónia e expressou a sua disponibilidade para promover e expandir o apoio ao Agro-Investe.

This Post Has One Comment

  1. Forças Sr. Manuel Palusso, por acaso é um agricultor de mão cheia, e em particular congratular a Gapi pelo empenho no trabalho e na promoção dos agricultores principalmente aos do meu distrito “Angónia”….

Deixe uma resposta

Close Menu